Close

ISABELA GREGORIS

> Isabela Gregoris > performance _


instagram.com/isabelagregoris

Isabela Gregoris nasceu em Maringá no Paraná. É modelo e artista visual autodidata. Através da busca de conhecimento de forma autônoma, transgride a noção de legitimidade burocrática que retém de forma elitizada o conhecimento e o seu uso. Isabela Gregoris produziu ilustrações, composições fotográficas e designs desde a adolescência de forma independente.

Em 2014 inicia a exposição de seu trabalho como ilustradora, participando de exposições locais e da produção de quadros e ilustrações.

Em 2015 se torna tatuadora, explorando de uma perspectiva diferente – um mercado extremamente machista e padronizado nas produções artísticas – que transformam em produto e instrumentalizam o trabalho dos profissionais da área.  Por meio de uma produção pessoal anti-estética, Isabela Gregoris trabalha com noções de imperfeição e assimetria, se envolve de forma pessoal e energética com o trabalho complexo e íntimo que é marcar a pele, e traduz em cada traço sua particular forma de existir e resistir como artista. Evita ao máximo se denominar como “tatuadora” e prefere mesclar sua pessoa e persona ao trabalho que realiza, envolvendo também reflexões e discussões acadêmicas de sua formação em andamento – graduanda em Ciências Sociais (antropologia, sociologia e ciência política) pela Universidade Estadual de Maringá UEM.

Em 2017 a artista iniciou sua expressão como fashionmaker e designer por meio da produção de conteúdo visual, beauty, curadoria de editoriais e criação de coleções com peças estampadas por designs da artista. Os editoriais desenvolvidos possuem ênfase em visibilidade LGBT+ e diversidade de corpos.

Em 2017 passa a explorar o universo da teatralidade e performance arte com sua inserção no meio  underground de música eletrônica no Paraná, tendo seu primeiro contato com a Redoma em uma festa do núcleo com o projeto alemão Kubik.

Em 2018 Isabela Gregoris faz uma síntese de seu trabalho como artista visual em um único universo que tange desenho, pintura corporal, dança, teatralidade e expressão corporal e pessoal – independentemente de métodos e técnicas, descompartimentabilizando sua identidade. Passa a trabalhar como artista visual em casas, estúdios e eventos no Paraná e São Paulo. Sua produção artística reflete diretamente a forma como capta a realidade a sua volta e a processa emocionalmente, produzindo reflexões sobre sua própria inserção no universo complexo da conjuntura política brasileira como LGBT. Num insight de produções plástico-emocionais, transcende seus próprios limites e técnicas e visa conseguir expressar o caleidoscópio de referências presente em seu psicológico, que a cada pesquisa ganha mais nuances e mais cores.

Estas nuances e cores se manifestam na forma de alegorias que refletem contextos históricos ou vivências mais diretamente ligadas à experiência pessoal da sua contemporaneidade. Isabela Gregoris trabalha com uma versatilidade e fluidez que se adapta à diversas formas de inserção e resistência.

________

> fotografia > Victor Zuchelli > edição Gold Dome _ 

________

redomagencia@gmail.com

Golddome • 22/08/2018
  • Agency