Close

Redoma

> www.facebook.com/redomacolab

> www.soundcloud.com/redomacolab 

_ materialização digital > Amanda Mussi (SP)

_ Redoma é um projeto multicultural independente e itinerante focado na produção e distribuição igualitária da arte brasileira. Através de ocupação de espaços públicos e privados com diversas manifestações artísticas, trabalho colaborativo, tecnológico e de objetivos sócio-políticos, Redoma inovou o segmento de iniciativas de cultura em Curitiba e tem sido reconhecida no Brasil e no mundo.

_ Realizada pela Gold Dome (Curitiba – PR) selo que produz e lança trabalhos em vídeo, foto, roupas, música e eventos há 4 anos. (www.golddome.com.br | www.golddomerecords.bandcamp.comwww.facebook.com/golddomeart | www.vimeo.com/golddome).

_ A partir da necessidade de novas produções artísticas com estética e conceito conectados e possivelmente vivenciáveis, misturam-se referências chegando à “fórmulas alquímicas” que resultam em tudo o que se produz. O movimento gerado reflete tudo isso: ~ confusões sensoriais, exposição sinestésica, materialização digital. O conceito une símbolos e signos atemporais, o oculto, o misterioso e o tecnológico ~ convertidos em algo palpável e possível de absorção em qualquer lugar do mundo.

_ Após a realização de eventos diversos (exposições, lançamento de coleções, festas em clubes etc.), havia o desejo por uma celebração que fosse além de apenas uma festa; uma experiência que contribuísse com as políticas públicas e com a cultura da cidade, e que fosse completa: áudio, visual, sensorial e, até mesmo, energética. Algo além do entretenimento, que valorizasse a produção artística local, que fosse realizado através de colaborativismo e permeado pela função social da arte. Uma celebração que tocasse o ser humano para que este fosse participante ativo de um rito de abstração ativa, que envolve uma das faces políticas mais importantes do projeto: a igualdade de direitos humanos, priorizando a inclusão de minorias de gênero. Tais aspectos não eram encontrados pelos integrantes em eventos na cidade de Curitiba até então, fazendo assim, surgir Redoma.

_ Redoma não possui rótulo artístico ou musical, é um evento livre de qualquer barreira. Tudo é desenvolvido através da escolha do conceito/tema de cada edição. Busca-se a difusão de variados estilos: música popular brasileira, música eletrônica (techno, minimal, dub techno, house, microhouse, dubstep, dub, ambient, dentre outros), rap, rock instrumental (bandas), funk e nujazz, além de tantas outras vertentes. É uma festa com influência digital em tudo o que realiza: mapeamento de vídeo, cenografia, performances, grafite, pintura corporal, instalações em tecnologia e arte, projeções visuais, tatuagem e, até mesmo, alimentação.

O projeto inclui oficinas de produção musical, expressão corporal, dança contemporânea e yoga; ministrados por membros da equipe e convidados. 

_ Atuação

>   ocupação de espaços públicos _ focada em não elitizar o processo artístico e a cultura da música eletrônica, além de reconhecer a cidade como espaço que deve ser útil a todos _

> ocupação de espaços privados _ focada em estabelecer o ambiente necessário ao ideal de celebração proposto, já que espaços privados permitem que o projeto intervenha da forma que melhor deseja _ 

> agência de artistas _ com foco na valorização dos artistas brasileiros residentes do projeto _

> ocupação de espaços públicos

Em 2015, com a experiência da idealizadora dos projetos em outras cidades e, através da descoberta da “lei do artista de rua”, foram realizados 5 dias seguidos de ocupação dos espaços públicos curitibanos com gerador alugado através de rateio e curadoria de 35 artistas, promovendo a música e a arte sem fins lucrativos pela cidade.

Os objetivos criados pela artista e apresentados aos participantes foram atingidos, e se tornaram base para todas as ocupações: 

_ promover a música de qualidade sem custos ou fins lucrativos/segregação e elitismo;
_ possibilitar a interação entre público e meio permeada pelo respeito à diversidade;
_ utilizar a arte como principal fonte de desenvolvimento local;
_ analisar o quanto Curitiba, seus vizinhos e seus moradores são receptivos à música na rua;
_ divulgar o trabalho de cada um dos artistas que, em sua maioria, ainda são independentes;

17 ocupações independentes que foram problematizadas e proporcionaram material para um documentário, o qual foi lançado em ocupação do dia 7 de setembro de 2016.

> 2015 _

( clique nas imagens para ver + )

 > 2016 _


> 2017 _

> ocupação de espaços privados

 Foram 7 edições da Redoma em espaços privados até o presente momento. Na totalidade das edições e, para a proposta diferenciada de cada uma, houve: pré-produção artística e publicitária que incluem editoriais de moda, confecção de cartazes com o trabalho desenvolvido em fotografia e beleza; vídeos “teaser”, intervenções urbanas e arte de rua.

_001 (600 pessoas)

_002 (650 pessoas)

 

_003 (700 pessoas)

_004 (300 pessoas) – São José dos Pinhais

_005 (680 pessoas)

Realizada em espaço que recebia apenas formaturas e casamentos, a quinta edição comemorou 1 ano do projeto e trouxe artistas de São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre em um espaço que, atualmente, aceita festas de música eletrônica. Foram 42 artistas envolvidos em formato estabelecido em todas as edições, também de forma independente e viabilizada através da venda de convites e de um bazar com peças de roupas e de arte doadas para a equipe e por membros dela com o objetivo de manter o projeto – REDOMAZAR.

_006 (630 pessoas)

Curadoria com 47 artistas, em sua maioria locais, incluindo apenas 2 sujeitos de outras cidades do Brasil, que proporcionou a melhor de todas as edições, no mês de dezembro de 2016. Oficinas de yoga e expressão corporal + workshop de produção de música eletrônica foram ministrados.

 

_ sete > analógica < (520 pessoas)

87 artistas e projetos envolvidos > edital com premiação > música autoral > 4 bandas > 4 lives > 2 djs no vinil > projeção visual analógica > teatro & mais de 30 outras atrações _

> ocú_pa Redoma > era inicial _

2 meses de ocupação, na qual 45 artistas revitalizaram casa abandonada em bairro curitibano e realizaram ações sociais > festas > oficinas _

> entenda mais aqui < 


> Redoma na Tribaltech Escape 2017 <


> Redoma na Kubik Brasil <


_ Redoma também é agência de artistas que podem ser conhecidos e/ou contratados aqui > golddome.com.br/c/agency <


_ Saiba mais


– http://artmag.saatchigallery.com/the-gold-plated-shangri-la-for-brazilian-artists

http://non-blase.com/single-post/2015/12/15/golddomes-reddoma

– http://groovemag.com.br/noticias/projeto-redoma-comemora-2-anos-com-encerramento-da-ocupacao-que-marcou-nova-era-de-eventos-do-selo

http://alataj.com.br/non-blase/non-blase-golddome-e-sua-redoma

http://alataj.com.br/troally/lourene

http://redbullstation.com.br/eventos/painel-as-mulheres-tem-o-poder

http://paranaportal.uol.com.br/curitiba/evento-voltado-para-a-economia-criativa-e-colaborativa-comeca-nesta-segunda-feira-em-curitiba

– http://gazetadopovo.com.br/blogs/aperte-o-play/puralidade-na-musica-eletronica-redoma_sete-analogica

– http://bemparana.com.br/pista1/redoma-7-sobrinho-de-villa-lobos-e-dj-em-festa-libertaria

– http://alataj.com.br/troally/redoma-sete

– http://groovemag.com.br/noticias/setima-edicao-da-redoma-rola-sabado-dia-15-em-curitiba

– http://tudobeats.com.br/home/2017/04/26/redoma_sete-analogica-review-de-uma-cena-louca-e-cheia-de-arte

http://groovemag.com.br/noticias/redoma_006-musica-eletronica-arte-e-diversidade

http://tudobeats.com.br/home/2016/08/30/redoma-005-desta-sexta-tem-local-revelado

http://curitibacult.com.br/redoma-chega-sua-quinta-edicao-itinerante

http://flashcuritiba.com/redoma_006-musica-eletronica-arte-e-diversidade

http://housemag.com.br/www/noticia/4490-o-que-o-rmc-curitiba-ensinou-sobre-o-mercado-um-time-de-profissionais-te-conta-confira-o-review.html


_ Demanda   

A Gold Dome e a Redoma, são projetos independentes mantidos através de pequenos recursos providos por sua idealizadora, equipe e colaboradores. Muitas das atividades ainda se centralizam e sobrecarregam os membros, pela dificuldade de recursos financeiros e pela falta de compreensão com relação às novas formas de economia colaborativa por parte de possíveis desenvolvedores do projeto.

Para a continuidade e manutenção da Redoma, há a necessidade de apoio e financiamento por parte de pessoas, empresas e marcas interessadas em iniciativas como a Redoma.

A>P>O>I>E>

&

P>A>R>T>I>C>I>P>E>

  E>N>V>I>A>N>D>O>

E>M>A>I>L>  > > >

redomacolab@gmail.com

_____

_ Colaboradores

Na realização das edições da Redoma, a Gold Dome contou com a colaboração de artistas,  núcleos/coletivos e empresas. No início do projeto Redoma, tivemos o auxílio de um dos membros do coletivo Repulsa (cwb) e, em mão de obra, material, produção e divulgação, já tivemos o auxílio de: Album Hits | Acervo Circular | Braio Project | Casa Base | La Palm | Modifixe | Music Nerds | Sweetuf Records| Urban Xpirit | Whatafuck Hamburgueria | Hostel Motter Home | Green House | Studio P3 | Wonder Photography | Rochedo Som e Luz | Grupo SQZ | dentre outros, aos quais agradecemos muito.

_______________________________________

_ Imagens

Adriele Melo

Arthur Lestak

Aruan Viola

Fernando Helfenstein

Isabella Glock

La Palm

Vitor Augusto

Wonder Photography

_____

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Golddome • 20/03/2018
  • Redoma